“Lar”, a nova exposição fotográfica de Queila Fernandes: “Registar momentos familiares”

“Lar”, uma série de fotografias que retratam instantes familiares e a infância da autora, vai estar em exposição em simultâneo nas cidades do Mindelo e da Praia, a partir de hoje, 18, dia nacional da cultura. São apenas oito quadros a preto e branco que, segundo a fotógrafa Queila Fernandes, fazem parte do seu portfólio e que agora são mostrados ao público graças a um convite do próprio ministro da Cultura, Abraão Vicente. “São fotos que venho fazendo há coisa de dois anos, algumas mostram momentos vividos na minha família e outras me fazem viajar ao passado”, explica a fotógrafa.

Entre os quadros constam fotografias da autora com a sua avó – a pessoa que cuidou dela na sua infância -, uma prima agarrada à sua tia – que a faz lembrar da relação com a sua mãe… Mas há também uma imagem de uma pessoa a tomar banho de caneca, coisa que chegou a fazer enquanto criança.

A exposição, que foi aberta esta manhã no CCM, estará patente ao público durante um mês. A grande novidade desta mostra é o facto de acontecer ao mesmo tempo no Centro Cultural do Mindelo, em S. Vicente, e no Palácio da Cultura, em Santiago, em concertação com o Director das Indústrias Criativas, pessoa que, aliás, lançou esta ideia.

Esta é a quarta exposição de Queila Fernandes no espaço de um ano. No mês passado apresentou “Marcas” no Centro Cultural do Mindelo, mas antes fez a sua estreia internacional na França. A jovem, considerada uma das grandes promessas da fotografia, já participou em várias formações e, conforme confidenciou a este jornal, fotografar é a sua principal actividade no momento.

KzB

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here